Com o Seguro Garantia Judicial, é possível pagar amanhã, uma obrigação que seria de hoje.

blog-image
Aposto que não é isso que você ouve por aí, não é mesmo!?

E antes que você pense que estou contrariando os gurus da produtividade: não, não estou falando de postergar ações. Estou falando de planejamento, de pensar antes de agir, de fazer contas, de avaliar a situação e de escolher a melhor alternativa para a empresa.

Vamos a um exemplo real:

Você toma conhecimento de uma, ou de mais uma ação judicial contra a empresa. A partir dessa informação seguem diversas providências, como, levantamento de informações, documentos, reunião com o jurídico, audiência, etc.

Durante este período pode-se chegar a conclusão de que um acordo é a melhor alternativa, principalmente se essa for uma ação trabalhista. Mas, em outras situações talvez o acordo não seja o melhor para a empresa e ação seguirá para as próximas etapas.

Até que chega o momento em que a empresa precisará garantir o valor supostamente devido para que então, possa seguir com avaliação dos fatos, até a sentença final.
Essa garantia tem como objetivo proteger o credor e permitir que o suposto devedor (a empresa) possa apurar todos os fatos.

Para todos nós, tempo é sinônimo de dinheiro. Mas, talvez para uma empresa, ter tempo para tomar decisões planejadas, seja algo tão necessário quanto respirar.

Fluxo de Caixa, obrigações, pagamentos, planejamento orçamentário, são palavras que fazem parte do cotidiano de nós empresários e de todos os que, em algum momento, passaram por um departamento financeiro de qualquer empresa, independentemente do porte.

Sei também que ações que protejam o fluxo de caixa de uma empresa, são, além de necessárias, vitais para sua saúde financeira.

Uma das soluções possíveis na situação descrita, é utilizar uma apólice de seguro, para garantir a ação que encontra-se em tramitação.

Isso equivale a não utilizar recursos do fluxo de caixa da empresa e ao mesmo tempo garantir a obrigação de pagar, sem causar prejuízo a parte credora.


Seguro Garantia Judicial, é um produto ainda pouco conhecido, principalmente para médias e pequenas empresas, mas que vem se tornando a melhor alternativa para substituição de depósitos na justiça, inclusive para depósitos recursais trabalhistas.

Temos Seguradoras especializadas neste segmento, o que torna sua contratação simples e ágil, como precisa ser em situações que envolvem financeiro e jurídico.
Para contratar, a empresa passa por uma avaliação de crédito, com base em suas demonstrações financeiras. Após isso, é liberado um limite de crédito (similar a um limite de conta corrente), e este crédito pode ser utilizado em uma ou mais apólices, dependendo da necessidade da empresa.

Sobre o custo, cada empresa tem uma taxa de acordo com a avaliação citada acima, mas posso afirmar que é abaixo da taxa Selic, ou seja, mesmo que a empresa tenha recursos disponíveis, fazer uma aplicação financeira e utilizar uma apólice de seguro garantia, é muito melhor do que deixar dinheiro paralisado, aguardando uma decisão judicial.

Ah! Importantíssimo saber:
de acordo com o artigo 835 § 2° do Código de Processo Civil o Seguro Garantia é equivalente a dinheiro.
Em outras palavras, utilizando essa modalidade de seguro em suas demandas judiciais, você estará protegendo o fluxo de caixa da sua empresa e ao mesmo tempo garantindo, em dinheiro, sua suposta obrigação.
 
Quer saber mais? É só ligar pra gente ;)

 
Simone Fraga é Corretora de Seguros, com 20 anos de experiência em Seguro Garantia, por isso, acumula diversas vivências nessa área, o que a torna uma especialista neste segmento de Seguros.
 

 
  • 1
Exibindo 1 de 1

Carregando...